Partilha de atividades, materiais, experiências, opiniões e muito mais sobre a educação de infância. Para educadores, formadores e pais. Disponível materiais sobre formações na área

03
Set 14

A adaptação da criança ao jardim-de-infância

 

 

O ano letivo 2014 /2015 está a iniciar! Para algumas crianças o regresso ao jardim-de-infância já aconteceu, para outras faltam apenas poucos dias para este acontecimento importante nas suas vidas.

A entrada para o jardim-de-infância pela primeira vez ou, simplesmente, o regresso no ano seguinte é um momento marcante, que pode gerar ansiedade nas crianças e a todos os que a rodeiam. É, pois, importante que a criança faça uma boa adaptação ao jardim-de-infância e se sinta integrada no seu grupo-turma, o que se refletirá no seu bem-estar e na aprendizagem.

O processo de adaptação carateriza-se pelo período durante o qual a criança se separa do seu ambiente familiar e é inserida num novo ambiente com o qual ela nunca interagiu ou passou um tempo significativo sem o fazer, onde passará muitas horas do seu dia com rotinas que exigirão uma grande capacidade de acomodação.

Cabe ao jardim-de-infância ter um papel ativo na preparação do ambiente educativo de forma a favorecer a criança, para que ela adquira mecanismos positivos frente às novas situações e se possa adaptar com normalidade. 

É fundamental que o educador de infância organize o ambiente tendo em conta as singularidades das crianças, oferecendo-lhes condições para que desenvolvam a sua autonomia, identidade, espírito de cooperação e solidariedade. Mais importante, ainda, será que os adultos da sala (educador e auxiliares) estabeleçam vínculos afetivos e de confiança com as crianças e com a família, transmitindo-lhes segurança e apaziguamento.

Contudo, há a salientar que a adaptação da criança ao jardim-de-infância não é um processo simples e que acontece de um dia para o outro. Levará o seu tempo e cada criança terá um ritmo de adaptação próprio, isto é, nem todas as crianças vivem a adaptação da mesma forma!

A adaptação da criança dá-se a vários níveis, nomeadamente: com as novas crianças e/ou com os novos adultos; com a nova sala; e com as rotinas.

O primeiro ponto implica que a criança conheça os seus pares e os adultos da sala, aprenda a reconhecer e a apreciar as suas capacidades e as dos outros e desenvolva uma relação de respeito e cooperação mútua.

Já no que diz respeito à adaptação à sala, exige da criança o conhecimento do espaço, da sua organização e regras de funcionamento.

Por fim, a criança terá, ainda, de se adaptar às rotinas diárias. Para aprender a respeitar as rotinas será necessário que a criança adquira algumas regras de comportamento, postura pessoal e em grupo, e desenvolva a sua autonomia.

Concluindo, existe sempre um processo de adaptação, quer a criança entre para o jardim-de-infância pela primeira vez ou apenas regresse das férias de verão. Os educadores e auxiliares devem ajudar as crianças e os pais na adaptação às novas mudanças, que podem ser de instituição, de sala, de rotinas, de colegas ou de adultos.

Aos 3 anos a criança já domina a fala (produção e compreensão), por isso devemos falar com ela sobre o que a espera no jardim-de-infância (dar-lhe a conhecer o seu funcionamento, etc.) e perguntar-lhe o que está a acontecer quando existe uma difícil adaptação ou até mesmo uma má adaptação.

No entanto, a criança pode dar-nos outros sinais que nos ajudarão a compreender o seu estado de adaptação. Devemos estar atentos aos seus comportamentos e atitudes e saber interpretar os seus sinais.

 

DESEJANDO A TODOS UM BOM REGRESSO ÀS AULAS!

 

Fátima Pires Gomes

obaudoeducador

 

publicado por obaudoeducador às 17:45

O baú do educador convida-o(a) a gostar de:
<http://galeriasdoformador.blogs.sapo.pt/
Botão +1 do Google+
pesquisar
 
Setembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

20

21
23
24
25
26
27

28
29
30


Mensagens
mais sobre mim
blogs SAPO